1930- raça Álvaro Machado


 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

Revolução de 1930

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

leia a saga da Associação Guajiru para salvar tartarugas de pente

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Movimento Cultural

Sabadinho Bom - esse é um projeto criado no segundo semestre de 2011 pela FUNJOPE - Fundação Cultural de João Pessoa, ligada à Secretaria de Educação e Cultura do município. Pensada inicialmente como espaço para apresentação de "grupos de choro", a idéia tem sido bem aceita pela população que lota completamente a praça a cada sábado e a tendência é que ali se apresentem, também, outros seguimentos da cultura paraibana. Ocorre todos o sábados, na Praça Barão do Rio Branco, das 12 às 16 horas. > sinta o ambiente...

Shiko - grafiteiro e ilustrador autodidata, o sertanejo de Patos, no alto sertão paraibano, reside em João Pessoa há vários anos e assina seus trabalhos como Derby Blue. Não precisou estudar nas "art schools" do Rio, Nova Iorque ou Paris para desenvolver sua arte. Ainda adolescente já fazia desenhos para tatuagens e produziu a Marginal Zine para publicar seus quadrinhos. A ilustração de capas de CDs para bandas alternativas lhe abriram espaço para o reconhecimento que tem, hoje, na mídia. O artista atualmente está na Itália. Para delícia de todos, Shiko mantém um álbum virtual que mantém qualquer visitante plugado de prazer por várias horas... no Flickr... dá uma chegadinha lá...



Cabruêra - Arthur, Zé Guilherme, Fabiano, Tom e Fredi formam um grupo que foge do feijão com arroz proposto pela mídia e nos mostra uma mistura incrível de sons e rítmos onde bebem de Hermeto Paschoal a Pink Floyd sem perder a essência nordestina. O pessoal utiliza instrumentos inusitados como, por exemplo, lixa de unha, moringa e até uma caneta Bic para extrair, do violão, sons de violoncelo. Vai ouvir? clique para ouvir
Saiba mais...

 


Zé Ramalho - seu trabalho é considerado um divisor de águas na música do nordeste do Brasil. Seja pelas letras mirabolantes inspiradas nos cordéis... pelos arranjos sonantes da guitarra mesclados com o ponteio de viola ou até mesmo o jeito uno de cantar (?) declamar (?) sussurrar (?) seus versos... o fato é que Zé está há mais de 30 anos fazendo sucesso e com cadeira cativa no cancioneiro popular brasileiro. Um doce pra quem não é ligado na letra de "Chão de Giz" ou tocado pelo transe de "Avôhai"? Vai ouvir? clique para ouvir Visite...

 


Miguel dos Santos - nasceu em Caruaru-PE, mas desde os 16 anos reside em João Pessoa. Ceramista, pintor e escultor, Miguel é conhecido no Brasil e no exterior através das suas figuras fantásticas, produto de um imaginário riquíssimo associado a técnicas de pintura e modelagem que, em resumo, fazem bem aos olhos e à alma, como o "carcará azul" ao lado. Isso para mim é arte! Miguel tem se dedicado à modelagem de grandes esculturas que podem ser vistas, com frequência, em edifícios e logradouros da cidade, a exemplo da "Pedra do Reino", monumento à obra de Ariano Suassuna, localizado no Parque Solon de Lucena. Visite...



Paraíba do Forró - José Antônio Bandeira, o popular Paraíba do Forró, é cantor e multi-instrumentista. Você pode encontra-lo com frequência ganhando uns trocados nas praias e ônibus da capital. Toca zabumba e gaita junto com o seu filho Mazinho no triângulo. A "gaita vocal" como ele a chama, foi inventada por ele mesmo com tubos de PVC "No começo eu tentava soprar como a uma flauta. Mas aquilo me cansava. Então eu adaptei o instrumento para a minha fala. Ele reproduz o som do meu canto". Passou a se considerar um artista de verdade quando foi objeto do documentário "2000 Nordestes" dos cineastas Vicente Amorim e David Mendes.

 


arco-íris de ivan freitas Ivan Freitas (1932-2006) - nasceu em João Pessoa e se iniciou na pintura como autodidata. Sua primeira mostra individual foi na Biblioteca Pública, em 1957. Influenciado pela obra de Salvador Dali e René Magritte, residiu no Rio de Janeiro e passou 10 anos entre Paris e Nova Iorque. De volta ao Brasil, pinta mural de mais de mil metros quadrados na parede externa da Escola Nacional de Música, no Rio de Janeiro, em 1984 - o primeiro do Projeto Arte nos Muros. Seu estilo é marcante por aplicar refinadamente o uso da luz e explorar, exaustivamente, as formas geométricas. Visite o Escritório de Arte e constate.

 


Zefirina Bomba - Ilson, Martin e Guga formam o trio que usa uma viola eletrificada, um baixo com distorção e batida muito forte da bateria. A banda foi formada em março/03 e dois meses depois foi revelação no Festival MADA de Natal. O pessoal, que já é conhecido entre os ligados no rock tupiniquim, faz um som muito legal. A faixa "O que ela tem" é uma pequena amostra do som que você vai ouvir clique para ouvir. Visite a Trama Virtual para ouvir mais da coletânea do grupo.

 


Pimenta Malagueta

ONG considerada de utilidade pública conforme Lei Municipal nº 8.981 de 20 de dezembro de 1999, está aí para divulgar o acervo histórico e cultural da Paraíba, além de manter cursos ligados à educação ambiental, turismo e ecologia. Apresenta CD's de vários artistas da terra como Pedro Osmar, Metalúrgica Felipéia e Kátia de França, entre outros.
Clique para conhecer mais sobre o som da Paraíba...

 


BIBLIOTECAS

Biblioteca do Museu José Américo - Av. Cabo Branco, 3336 - de terça a sexta-feira, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas - fone (83) 3214-5802

Biblioteca do SESC - Rua Desembargador Souto Maior, 281, centro - segunda a sexta-feira das 9 às 20 horas; sábados das 9 às 15 horas - fone (83) 3208-3151

Biblioteca Pública Municipal - Rua General Osório s/n, centro - segunda a sexta-feira das 9 às 16 horas

Gibiteca - no espaço Cultural José Lins do Rego, à Rua Abdias Gomes Almeida, 800, Tambauzinho - a gibiteca é um espaço dedicado a organizar e separar obras raras de personagens históricos das Histórias em Quadrinhos.

 

CINEMAS

Box - 8 salas no terceiro andar do Manaíra Shopping, na Av. Flávio Ribeiro Coutinho (retão de Manaíra) - fone 3621-8008

Centro Cultural Zarinha - na Av. Nego, 140, Tambaú - quartas às 17 horas; sextas às 18 horas; sábados às 16 horas - fone 4009-1111

Cinespaço - 4 salas no Mag Shopping, na Av. Governador Flávio Ribeiro Coutinho, nº 115, Manaíra - fone 3048-1000

Multiplex - 6 salas no Shopping Tambiá, na Rua Odon Bezerra, 184, centro - fone 3621-8002

 


GALERIAS

Casarão 34 - Praça D. Adauto, s/n, centro - de segunda a sexta-feira das 8 às 18 horas; sábados e domingos das 9 às 22 horas - fone (83) 3218-9708

Centro Cultural São Francisco - Praça São Francisco s/n, centro - de terça a domingo das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas - fone (83) 3218-4505

Gamela - Av. N.S. dos Navegantes, 756, Tambaú - todos os dias das 8 àS 18 horas - fone (83) 3226-1436

Usina Cultural da ENERGISA - Av. Epitácio Pessoa, s/n, Tambiá - de terça a sexta-feira das 14 às 18 horas; sábados e domingos das 15 às 17 horas - fone (83) 3221-5346

 
Paraíba Cultural
O Sebrae criou o sítio "www.paraibacultural.com" visando estimular o acesso dos artistas paraibanos junto ao mercado consumidor. Seu lançamento ocorreu em 2008, durante o XII Festival Nacional de Artes. O portal cadastra artistas interessados e divulga, gratuitamente, seus trabalhos, além de funcionar como banco de dados para consultas.
 


Free Guestbook


Registre sua visita


 

Consulte o Guia


Bibliotecas

Cinemas

Galerias

 

 

Movimento cultural em João Pessoa

 

 
 
 

 

 

Primeira máquina de escrever

 

 

 

 

Vila do Artesão